Tag Archives: Penalty

Coluna do Zanquetta: 2013 está aí…

13 nov

Planejamento Pré Libertadores.

É claro que todos tem fé, acreditam e torcem mas o planejamento do São Paulo tem base em pés no chão com a Pré Libertadores. Para tanto, a apresentação do grupo pode ocorrer antecipadamente no dia 26/12 ou no máximo 02/01. São as datas trabalhadas atualmente.

Ah, tá…mas muda o quê? Muda que o São Paulo já faz esforços para conseguir fechar o elenco até o Natal. E os agentes negociadores, empresários entre outros já tem total ciência. Quem quiser fazer parte, ou é alguém especialíssimo, ou está fora.

Como a espinha já está pronta, tudo será mais fácil. Os jogadores que serão dispensados, emprestados ou negociados, serão avisados logo que os jogos tricolores findarem.

2013 está aí!

Diego Souza, Carlos Eduardo, RG, Taison…quem seria a melhor opção?

Para manter o esquema atual, o ideal a meu ver seria Diego Souza que ainda agregaria força em jogadas aéreas e mais poder de finalização. Carlos Eduardo agregaria demais em velocidade e criação de jogadas pelas pontas como Lucas mas com jogo mais tocado e menos corrido. Faz menos gols, mas cria mais e serve mais. Taison é bem menos efetivo e atua mais como Lucas em velocidade. Já RG que tem propostas fortes principalmente do Fluminense, não deve vir mesmo devido à salário.

JJ prefere Diegrossouza e Ney Franco prefere Carlos Eduardo. Há também Dudu que atua nestes moldes mas inferior ao futebol dos citados acima. Pode contribuir mas não vir para assumir a camisa titular Tricolor no time que promete para 2013.

RC renovou. 

Apesar da gracinha de afirmar que não tinha contrato na mesa na semana passada, RC esta semana renovou com os mesmos termos seu contrato até o final de 2013. É mais um da leva que o SPFC quer pronto para o planejamento da Pré Libertadores estar redondo se não vencermos a Sul Americana.

Sócio Torcedor. 

Esta semana decidiram impedir o ingresso de mais sócios para arrumarem a zona que hoje é o ST do SPFC. Achei ao menos justa a decisão. Estimo melhoras sensíveis ao programa…

Fabrício. 

O lateral esquerdo do Inter é visto como opção no São Paulo mas tem enormes ressalvas. Ele foi do Tricolor e acabou liberado por má conduta no passado. Desde a época de Portuguesa que o Tricolor acompanha o jogador que ainda não renovou com o Inter. Ele atua como segundo volante, lateral e meia. Seria interessante pela polivalência mas só se Cícero saísse do clube. Saiu uma matéria no Lance! que há descontentamento com Corteza. Balela.

Aloísio. 

Até onde soube, o Uram afirmar que há o interesse de dezenas de clubes no atacante foi uma jogada para tentar aumentar o salário do atleta que já foi pautado pelo SPFC. Há um acordo, ele está apalavrado mas com os valores oferecidos por outros clubes, como é normal, o jogador se empolgou um pouco. Eu acho que vem mas o ideal é ter cautela e opções. Além dele, o São Paulo recebeu como oferta o Kieza. Eu ainda prefiro o Aloísio.

Lucca. 

Algumas pessoas reclamaram que o valor de R$ 10 mi de Lucca era absurdo. Eu também acho. Entretanto, a DIS é quem está negociando e em comum acordo com o São Paulo, se confirmando a transação, viria para o Morumbi como o Ganso. 5 anos, mesmos moldes. Talento ele tem. Passará algum tempo ainda se recuperando mas como é quase 0800…

Cicinho. 

Conforme falamos há tempos e mais incisivamente na última coluna, o lateral da Ponte está em conversas avançadas. Ney gosta do jogador pois além de atuar no setor direito e ter características ofensivas e muita velocidade para saída de jogo, pode efetuar a mesma função que Lucas faz como ponta como já fez algumas vezes na Ponte como um meia mais avançado. Algo similar ao que Cuca fazia com Cicinho em alguns jogos em 2004 no São Paulo e Ney tentou fazer com Douglas este ano. Se confirmado, excelente reforço.

Patrocínio Master e Penalty. 

Incrível como tem gente fazendo estardalhaço em cima de nada. Estão comparando nossos valores com os de Palmeiras e Corinthians. Ok. Lembrem-se que nosso patrocínio master é de R$ 25 mi em cash. Independente de título, rebaixamento etc. O Palmeiras, só chega aos R$ 25 mi em caso de títulos e bonificações por desempenho de mídia e futebolístico. O nosso, se compararmos assim, chegaria a R$ 33 milhões.

Mesmo caso da Penalty. Dizem que o Corinthians tem R$ 20 mi da Nike. Como era dito que tínhamos da Reebok. Estes são valores totais. Cash mais investimentos, material esportivo, ações, mídia etc. Tínhamos R$ 12 mi neste formato com a Reebok antes e passamos a R$ 13 mi agora. E, em investimentos, estima-se R$ 10 a R$ 12 mi. Lembrando que são dados não confirmados até que oficialmente o SPFC oficialize. Até lá, não dê ouvidos a quem gosta de brincar com sua paixão para criar factóides, assunto e criticar por criticar.

Cañete. 

Menon, que é um jornalista sério e bem crítico, esteve esta semana com o meia argentino Cañete. Ao contrário do que alguns setoristas “bem” intencionados alegavam, o meia está com uma gana enorme de voltar, atuar e vencer. O jogador tem apoio da família e muita força para que consiga ter sucesso no Tricolor. E agora, me pergunto, setoristas que afirmavam que o jogador era um descompromissado come e dorme? Acho que agora vai…relacionado já foi.

Jean.

Semana rolou um debate sobre o valor do Jean que vendemos parte ao Fluminense e que se pagar mais R$ 3,5 mi, leva o atleta de vez. Ele realmente tem muito preparo, vontade e é voluntarioso. Valeria a pena trazer o Jean de volta? Eu sinceramente, prefiro Denílson. E creio que Fabrício será o titular quando retornar. Mas vemos que Jean num time organizado e bem treinador, rende muito mais que aquele futebol pífio da época de Leão e PCC. O que vocês acham?

Democracia no Inter? 

Nosso leitor, Thiago, trouxe uma informação a respeito de uma cláusula de barreira na participação do voto dos sócios. E ela foi usada para a reeleição de Luigi. Isso é democracia ou fingir que há para ludibriar?

Renê Simões. 

Por desentendimentos com JJ, Renê resolveu deixar o Tricolor. A demissão do treinador do Sub 15 não foi o motivo, foi o estopim. A contratação em baciada na tentativa de renovação do grupo, as cobranças, as propostas de fora, compromissos extras e desentendimentos de gestão encerraram sua passagem. Lamento, mas a vida segue e infelizmente Renê pouco fizera também. Mais aprendeu que contribuiu. Boa sorte.

Ah, para os terroristas de plantão que pela saída de Renê já começaram a tecer teorias conspiratórias e deixar sua mente fértil fluir, calma. Não houve nada assim crucial ou escuso. Lembremos que Renê conseguiu fazer até coisas que não fossem benéficas ao São Paulo como reverter contratos com talentos jovens por ética. Se fez isso, não podemos esquecer achando que tudo são espinhos, como também nem tudo são rosas.

Anúncios

São Paulo fecha com Penalty.

26 out

POR RODRIGO CAPELO | FUTEBOL

O uniforme do São Paulo, fabricado pela Reebok desde 2006, passará a ser da Penalty a partir de janeiro de 2013. O contrato a ser assinado envolve uma verba de R$ 12 milhões e a cessão de 110 mil peças anuais por três anos, até 2015.

A Penalty estava na disputa pelo clube paulista junto com a Mizuno. A Reebok, administrada pela Vulcabras no Brasil e pertecente à Adidas em nível global, não chegou a fazer proposta, pois o grupo alemão preferiu aguardar por um desfecho no Flamengo, no qual pretende substituir a Olympikus.

O São Paulo não confirma o negócio. José Francisco Manssur, assessor da presidência, afirma que não pode “falar nada” sobre o futuro fornecedor de materiais esportivos do time “até o último dia de contrato” com a Reebok. Adalberto Baptista, diretor de futebol, também se recusou a comentar a negociação e disse apenas que a Penalty é uma das que estão “fortes” na disputa.

A razão pelo silêncio do clube está ligada às vendas de fim de ano. Caso São Paulo e Penalty assumissem que chegaram a um acordo, as camisas da Reebok que estão no mercado encalhariam, pois os torcedores prefeririam aguardar para comprar o novo modelo. Por esta razão, trocas de fornecedoras de materiais esportivos costumam ser confirmadas somente às vésperas da assinatura do novo contrato. Neste caso, o anúncio deverá ser feito em dezembro para não prejudicar as vendas no período do Natal.

+ A Nike matou a Umbro

Um dos principais indícios de que a Reebok estava de saída do São Paulo é o fechamento das lojas SAO Store, administradas pela empresa. No início deste ano, a fornecedora fechou a unidade da Oscar Freire, uma das mais lucrativas e simbólicas. O clube decidiu não obrigar a parceira a abrir uma nova loja em outro local, uma vez que o contrato vigente prevê dez lojas em atividade, pois, como o vínculo terminaria no fim deste ano e não havia perspectiva de renovação, o investimento não seria recuperado até o fim de 2012.

Para a Reebok, perder o São Paulo também significa sair da elite do futebol brasileiro. No ano passado, a marca já havia deixado de estar nas camisas de Internacional, que assinou contrato com a Nike, e Cruzeiro, que continuou a ser parceiro da Vulcabras, mas passou a vestir Olympikus.

A saída do futebol é um movimento que a Reebok está adotando internacionalmente, inclusive. A Adidas, detentora da marca, fez uma reestruturação interna neste segundo semestre e, a partir de 2013, irá lançar uma nova campanha global para ela. A marca irá se concentrar no segmento de fitness, dividido em cinco segmentos: running, musculação, yoga, dança e CrossFit.

São Paulo terá novo fornecedor de material esportivo. Clube recebeu propostas de duas empresas.

5 out
De Vitor Birner
 

O contrato de fornecimento de material esportivo do São Paulo com a Reebok terminará em janeiro e não será renovado.

Duas empresas mostraram interesse em ocupar o lugar.

A Mizuno e a Penalty.

Ambas apresentaram propostas aos cartolas são-paulinos.

A direção do clube não quer prorrogar muito a decisão.

Pretende resolver tudo até o final da próxima semana.