Tag Archives: Náutico

Show de torcida.

18 nov

De forma antecipada, são-paulinos compram mais de 55 mil ingressos para estreia de Ganso e quebram recorde de público do Brasileiro.

A torcida do São Paulo promete dar um verdadeiro show neste domingo, no duelo contra o Náutico, que marcará a estreia de Paulo Henrique Ganso pelo Tricolor e pode selar de forma antecipada a classificação do clube para a Copa Libertadores da América.

Até o final da manhã deste sábado mais de 55 mil ingressos foram vendidos, estabelecendo assim o novo recorde de público da competição, que já pertencia ao São Paulo no duelo contra o Fluminense, que contou com 54.118 pagantes.

O diretor de futebol Adalberto Baptista celebrou o retorno dado pelo torcedor são-paulino, convocado para lotar o Morumbi e empurrar o time neste momento tão importante.

“Agradeço de coração ao torcedor que atendeu nosso chamado para comparecer em massa. Tenho certeza de que os são-paulinos vão fazer uma grande festa, prestigiando o Ganso e acima de tudo ajudando o time a buscar a tão almejada vaga na Libertadores”, explica Baptista, que faz questão de ressaltar o trabalho do vice-presidente social, Roberto Natel.

“Com certeza não podemos deixar de agradecer ao Roberto Natel, que trabalhou incessantemente para colocar o Morumbi em condições de receber a partida, tendo conseguido inclusive autorização da Polícia Militar para deslocar a torcida do Náutico para uma área menos utilizada do estádio conseguindo assim mais quatro mil lugares para os são-paulinos nas arquibancadas”, destaca Adalberto.

Existem apenas dois setores disponíveis para a partida contra os pernambucanos: Visa Infinite e cativa para os proprietários. A expectativa do clube é que mais de 60 mil pessoas estejam presentes neste domingo no Morumbi.

Anúncios

São Paulo faz promoção para estreia de Ganso no Morumbi.

13 nov

Por ESPN.com.br com Agência Estado

O São Paulo diminuiu o preço dos ingressos de alguns setores do Morumbi para a estreia de Paulo Henrique Ganso, neste domingo, contra o Náutico. As arquibancadas azul e vermelha, cujos bilhetes foram vendidos por R$ 40 no jogo contra o Fluminense, custam R$ 20.

No setor laranja, também houve redução: ingressos para a arquibancada premium e as cadeiras que antes eram vendidos por R$ 60 vão custar R$ 20. Quem quiser assistir ao jogo da arquibancada comum vai pagar R$ 20. Os bilhetes para a arquibancada amarela continuam com o preço promocional de R$10.
 Os acompanhantes de portadores de necessidades especiais, que antes pagavam R$ 30, vão poder acompanhar a partida por R$ 20.
A intenção da diretoria é superar o público da última partida do time em casa, contra o Fluminense no último dia 4. O time do Morumbi empatou por 1 a 1 e bateu o recorde de público desta edição do Campeonato Brasileiro, com 54.118 pagantes.

Ney Franco já confirmou que no domingo Paulo Henrique Ganso deverá fazer a sua estreia com a camisa tricolor. Ganso será observado por Ney Franco em um jogo-treino nesta quinta-feira, quando deve ser ratificada sua presença entre os relacionados contra o Náutico. Ele está recuperado de um estiramento na coxa esquerda que o impediu de estrear desde a chegada ao Morumbi, em setembro deste ano.

“A tendência é que ele fique como opção no banco”, disse o técnico. O meia treinou com o preparador
físico Sérgio Rocha na última segunda-feira por uma hora e meia, sendo submetido a um trabalho de resistência e potência, mostrando-se cada vez melhor, de acordo com o que afirma o São Paulo.

A possibilidade de Paulo Henrique Ganso estrear já havia feito a CBF mudar o horário da partida do próximo domingo das 19h30 para 17 horas por conta da “melhor expectativa de público”. Além disso, apesar da derrota para o Grêmio, o São Paulo ainda pode se classificar para a Libertadores do ano que vem em caso de vitória sobre os pernambucanos.

Paulo Henrique Ganso não joga uma partida oficial desde o dia 29 de agosto deste ano, quando defendeu o Santos, contra o Bahia, pelo Brasileirão. Ele chegou ao São Paulo em setembro após uma negociação conturbada.

Com Ganso, Ney Franco ganha três opções táticas no São Paulo.

12 nov

Das três formações que o técnico são-paulino tem em mãos, em duas Osvaldo seria sacado da equipe para a entrada do Maestro; Confira as outras possibilidades.

Bruno Rodrigues – Lancenet.com.br
 
 
O técnico Ney Franco confirmou que o meia Paulo Henrique Ganso deve ser relacionado para o confronto do próximo domingo, contra o Náutico, no Morumbi. O camisa 8 são-paulino, por ter se recuperado de lesão muscular na coxa esquerda há poucas semanas, provavelmente começará o confronto no banco de reservas.Sua última apresentação na temporada foi ainda pelo Santos, em confronto diante do Bahia, na Vila Belmiro, no último dia 29 de agosto. Na ocasião, o atleta ficou em campo durante os 90 minutos, em jogo que ficou marcado pelas moedas atiradas por torcedores santistas na direção do jogador, no momento em que deixava o gramado após o apito final.

OPINE!
Quem deve sair do time do São Paulo para dar lugar a Ganso?

Agora, no São Paulo, o jogador vive nova fase. Contudo, quando estiver apto a atuar 45 minutos ou, quem sabe, uma partida inteira, onde o Maestro deverá ser utilizado no esquema do Tricolor? O LANCENET! listou as alternativas mais prováveis. Confira:

4-2-3-1, no lugar de Jadson: Ganso jogaria na posição em que gosta de atuar, centralizado, responsável pela criação das jogadas. Ainda, nessa formação, o meia não precisaria se preocupar demais com a marcação. Apenas fecharia espaços na faixa central, uma vez que Lucas e Osvaldo seriam os encarregados de acompanhar os laterais e cobrir o lado do campo, como já fazem atualmente.

4-2-3-1, no lugar de Osvaldo: O Maestro entraria na vaga do camisa 17, mas não na mesma posição. Continuaria sendo o cérebro da equipe, o criador. Assim, Jadson seria deslocado para o lado esquerdo, onde atua Osvaldo. Entretanto, o camisa 10 não tem a mesma força do atacante para apoiar até a linha de fundo e voltar para acompanhar os laterais adversários. Assim, sua movimentação ofensiva seria, provavelmente, sair do lado do campo e entrar em diagonal, se aproximando de Ganso e Luis Fabiano para tabelar e dar opção de criação próximo à área.

4-4-2, sem Osvaldo: É a forma menos provável, mas pode ser utilizada. Ao invés do 4-2-3-1, com dois meias subindo e voltando a todo instante, Lucas jogaria mais próximo de Luis Fabiano, como um segundo atacante, e Jadson sairia do lado esquerdo para atuar mais centralizado, ao lado de Ganso na linha de meio. Porém, nessa formação, o Tricolor perde poder defensivo na faixa central e no combate aos laterais adversários, já que Jadson e Ganso não têm a característica de marcar, sobrecarregando Denilson e Wellington.