Tag Archives: Copa do Mundo

Copa, por enquanto, decepciona dentro e fora dos estádios.

9 nov

Cinco anos depois da escolha do país-sede, os temores da população vão se confirmando: arenas são erguidas às pressas e infraestrutura custa a evoluir.

Há cinco anos, quando o Brasil foi escolhido para sediar a Copa do Mundo de 2014, a notícia provocou mais preocupação do que orgulho, algo a se estranhar quando se trata de um país tão ligado ao futebol. Mas a desconfiança era inevitável: temia-se que as autoridades brasileiras cometessem os mesmos erros de sempre nos preparativos para o Mundial. Obras atrasadas – e, portanto, mais caras, já que acabam exigindo investimentos de última hora para cumprir os prazos – estavam no topo da lista de problemas previstos pela população. O gasto de um volume excessivo de dinheiro público (mesmo com as promessas de que todos os estádios seriam erguidos com investimento privado) também provocava arrepios no contribuinte. Por fim, a sensação de que pouco seria feito fora dos estádios fazia o brasileiro lamentar a perda de uma oportunidade de ouro para promover uma revolução na infraestrutura do país. A dois anos do início da Copa, essas preocupações vão se confirmando – pelo menos por enquanto, a chance de o país usar o evento para mostrar seu potencial parece, de fato, estar sendo desperdiçada.

Para completar, a empreitada fica cada vez mais cara: de acordo com dados divulgados na quinta-feira, os gastos com estádios e outras obras já chegam a 27,3 bilhões, somando recursos públicos e privados, 3,5 bilhões a mais que o estimado anteriormente.

O Brasil encerra a semana com sinais preocupantes tanto dentro como fora dos estádios de 2014. Na manhã de quinta, a Fifa anunciou as seis cidades-sede da Copa das Confederações, em São Paulo. O país evitou o vexame de ter cidades cortadas do torneio por causa do atraso nas obras dos estádios – mas não conseguiu escapar de uma bronca da entidadeque comanda o futebol internacional. Os dirigentes da Fifa não esconderam sua irritação por terem de aceitar a entrega das arenas fora do prazo prometido (seis meses de antecedência). Horas depois, um alerta sobre o que cerca os novos estádios.

O Tribunal de Contas da União (TCU) apresentou um diagnóstico preocupante das obras da Copa e sugeriu ao governo que, diante da ineficiência na execução dos investimentos, retire empreendimentos da matriz de responsabilidades. É nesse documento que está o cálculo sobre o aumento de 3,5 bilhões de reais nos gastos com o evento. De acordo com uma auditoria do órgão, das 44 obras de mobilidade financiadas pela Caixa, por exemplo, 38 não tiveram nenhum desembolso por ora.

Anúncios

Em retaliação ao Governo, São Paulo não inscreve CT de Cotia para Copa.

8 set

Por Ricardo Perrone, BLOG DO PERRONE

Elogiado pela CBF, o CT do São Paulo em Cotia é objeto de desejo do comitê paulista para a Copa de 2014. Prefeitura e Governo querem colocar o local no catálogo que é oferecido às seleções estrangeiras, mas o clube do Morumbi não deixa.

Um dos motivos para o São Paulo não inscrever o centro de treinamento como candidato a um dos locais oficiais da Fifa é a insatisfação com o Governo por causa das obras da Linha 17 Ouro do Metrô.

Nos bastidores, os são-paulinos reclamam de que um empreendimento da construtora Cyrela, vizinho ao Morumbi, ainda não foi desapropriado para o alargamento de uma avenida por causa do monotrilho.

 Ao mesmo tempo, a cúpula são-paulina soube que quem já visitou o CT de Cotia demonstrou ao comitê paulista o interesse de ficar na casa são-paulina. Isso aumentou o desejo das autoridades de contar com o centro de treinamento tricolor.

Nesse cenário, o São Paulo resolveu dar o troco. Se não é atendido na questão da desapropriação, também não vai engordar o catálogo paulista para a Copa com seu CT. Além disso, Juvenal Juvêncio não vê com bons olhos as rígidas leis da Fifa. Se assinar o contrato para ser uma das sedes oficiais, ele pode ter que fazer reformas contra a sua vontade.

Por sua vez, o comitê paulista entende que o Governo colaborou com o clube, pois manteve o projeto do metrô, mesmo com o Morumbi fora da Copa. Acredita que a decisão de Juvenal tem mais a ver com a vontade do clube de negociar diretamente com alguma seleção, o que não costuma acontecer. O novo período de inscrição para CTs termina dia 30 de setembro.