Tag Archives: 2013

Rogério Ceni espera só o fim da temporada para dizer que continua.

3 nov

FERNANDO FARO – O Estado de S.Paulo

SÃO PAULO – O suspense pela renovação de contrato de Rogério Ceni deve terminar em breve. Se nenhuma reviravolta acontecer, o camisa 1 estenderá o vínculo por mais uma temporada e deixará para encerrar a carreira no fim de 2013. Ele mesmo já definiu novembro como o mês em que anunciará sua decisão e espera apenas a reta final da temporada para formalizar o acordo.

Sem um posicionamento objetivo do clube, coube ao próprio capitão esclarecer a situação. “Não existe contrato na mesa, ainda não tive essa conversa com ele (Juvenal Juvêncio, presidente do clube), mas fico feliz pela sinalização do desejo da continuidade. Dinheiro não é problema”, afirmou. Além da possibilidade de disputar a Libertadores ser cada vez maior, o goleiro está encantado com o bom ambiente do grupo neste ano após ter sido um dos maiores críticos do desinteresse do elenco da última temporada. As ótimas atuações também enterraram as dúvidas sobre suas condições físicas e técnicas após a cirurgia no ombro direito que o tirou de ação por seis meses.

Os dirigentes, por sua vez, atribuem a falta de um acordo ao desejo de Rogério em se concentrar nas disputas da Copa Sul-Americana e do Brasileiro e reforçam o discurso de que a decisão está nas mãos do atleta. “Já dissemos publicamente que formalizaremos a proposta na hora em que ele se decidir”, disse o vice de futebol, João Paulo de Jesus Lopes. O dirigente também rebateu os rumores de que a relação entre o jogador e Juvenal estejam desgastadas e que esse é um dos motivos para a demora do acerto. “Nunca houve de nossa parte nenhuma divergência quanto à renovação. O que acontece é que ele não tomou sua decisão, somente isso.”

Apesar do discurso otimista, a demora do mandatário em tomar uma posição tem causado desconforto até mesmo em pessoas próximas a ele. A opinião é de que Juvenal, se quisesse de fato ter a situação sob controle, já teria conversado com Rogério, mas ninguém acredita que o presidente rejeitaria um novo acerto, o que acarretaria comprar uma briga de proporções impensáveis com a torcida. “Estamos falando de um dos pilares do São Paulo. Temos todo interesse”, concluiu Jesus Lopes.

Dessa forma, os são-paulinos estão próximos de ter seu maior ídolo por mais um ano. Da parte de Rogério, a decisão está tomada. Só falta assinar.

No banco do Dínamo, Dudu sonha com São Paulo e ‘Menino de Ouro’.

31 out

Os tempos atuais sugerem a cor dourada. Depois de a Fifa e a France Football divulgarem a lista de 23 nomes para a Bola de Ouro, o jornal italiano “Tuttosport” nomeou os 39 concorrentes ao “Golden Boy” (Menino de Ouro em inglês). Como indica o nome, a premiação é dada ao melhor jogador de até 21 anos que atua no futebol europeu. Ainda que um pouco escondido, quase sem oportunidades no Dínamo de Kiev, da Ucrânia, o brasileiro Dudu é um dos candidatos.

– Seria de uma importância enorme na minha vida profissional. Só de estar concorrendo esse prêmio é algo grandioso, mas espero ficar entre os três finalistas. Apesar de estar concorrendo com grandes jogadores, seria legal se esse apelido de “menino de ouro” pegasse – brincou o ex-meia do Cruzeiro em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM. Além dele, o meia Philippe Coutinho, do Inter de Milão, é outro brasileiro – Mario Götze, vencedor da edição de 2011 pelo Borussia Dortmund, El Shaarawy, do Milan, e Marco Verratti, do Paris Saint-Germain, são três dos favoritos à premiação.

Campeão mundial sub-20 com a seleção brasileira na Colômbia, em 2011, Dudu tem também outros planos em curto prazo. Com apenas seis jogos no Campeonato Ucraniano e nenhum na charmosa e midiática Liga dos Campeões, ele sabe que suas chances estão reduzidas. Por isso, não vê com maus olhos um retorno ao Brasil. O São Paulo já avisou sobre o interesse – que por muito pouco não foi concretizado em uma contratação em julho.

– Gostaria de voltar, sim. Ainda mais se fosse para um grande clube como o São Paulo. Seria um sonho a ser realizado, não só meu como da minha família e de todos os meus amigos são-paulinos. Lá em casa é dividido entre são-paulinos e flamenguistas. Também tenho vontade de morar em São Paulo, dizem que também é uma cidade maravilhosa (risos). Vamos ver como as coisas se saem daqui para frente – avisou.

Com Ney Franco no comando, é praticamente certo que o Tricolor Paulista fará nova oferta pelo jogador em janeiro, na reabertura da janela. O treinador é fã declarado do futebol do jogador de 20 anos, com quem trabalhou no Coritiba e também na seleção sub-20. O problema em julho foi a desistência de um grupo de investidores, que pagariam uma quantia próxima a € 5 milhões (R$ 12 milhões na época) pelos direitos de Dudu.

Se o relacionamento com Ney Franco é dos melhores, o mesmo Dudu não pode dizer de Oleg Blokhin. Ex-técnico da seleção ucraniana, ele assumiu o Dínamo de Kiev em setembro e parece não enxergar no brasileiro um grande potencial.

– Isso é o que complica mais para mim. Se eu estivesse jogando mais aqui poderia estar mais forte na disputa (pelo “Golden Boy”). Na Champions eu fiquei no banco e só em um jogo, não tivesse o gostinho de ouvir o hino, entrar em campo. Não sei se ele não curte os sul-americanos, sei que nunca me deu oportunidade – encerrou.

De saída do PSG, Lugano negocia com Grêmio e São Paulo.

28 out
CRISTIANO SILVA, Direto de Porto Alegre

De saída do Paris Saint-Germain, da França, o zagueiro uruguaio Diego Lugano negocia com dois clubes brasileiros para a próxima temporada: São Paulo e Grêmio. A informação foi confirmada pelo jogador a um repórter da Rádio Guaíba durante uma feira de alimentos realizada em Paris, da qual participou.

Lugano encontrou com o repórter brasileiro, que participava da cobertura da feira, e pediu para não gravar entrevista, mas confirmou que tem tratativas com o Grêmio e que está “encantado” com o projeto de Fábio Koff, eleito recentemente presidente do clube. Ele ainda admitiu que também negocia com o São Paulo, clube no qual se destacou com o título da Libertadores e do Mundial de 2005.

Especula-se em Porto Alegre que Lugano seja o grande jogador prometido por Koff durante a campanha eleitoral gremista: o dirigente anunciou que tinha um atleta de renome para contratar, mas que o nome estava trancado em um cofre do Banco do Brasil e que só iria divulgar depois que o negócio estivesse definido.

Lugano teria se aproximado do Grêmio pelo projeto e também pelo fato de seu grande ídolo, o ex-zagueiro uruguaio Hugo de León, ser também figura histórica no clube gaúcho, com o qual conquistou a Libertadores e o Mundial de 1983. De León participou ativamente da campanha de Fábio Koff para a eleição para presidente do Grêmio.

Os rumores de que Lugano deve deixar o Paris Saint-Germain estão cada vez mais fortes da Europa, uma vez que o jogador, uma das contratações milionárias do clube, perdeu espaço e sequer foi inscrito para a Liga dos Campeões. O jogador deu diversas declarações reclamando da condição de “encostado” e manifestando o desejo de se transferir.

São Paulo quer contratar Carlos Eduardo (ex-Grêmio).

21 out

De acordo com Jorge Nícola, do Diário SP (que já noticiou o interesse da Diretoria em Diego Lugano), o tricolor quer contratar Carlos Eduardo, do Rubin Kazan, para substituir Lucas em 2013. O São Paulo inclusive já teria procurado o agente Jorge Machado, que vai para a Rússia nos próximos dias dar início às negociações.

Ainda segundo a reportagem, Carlos Eduardo teria ficado empolgado com a possibilidade de jogar ao lado de Ganso, Jadson e Luis Fabiano. O jogador, revelado pelo Grêmio, foi negociado com o Hoffenheim por 8 milhões de euros, e posteriormente, vestiu a camisa do Rubin Kazan após uma transação de 20 milhões de euros.

Portanto, é provável que o jogador, que tem contrato com o clube russo até julho de 2014, custe caro. E um empréstimo não seria fácil de se conseguir. O Hamburgo tentou um empréstimo gratuito e não teve êxito. Além disso, é possível que o São Paulo tenha a concorrência do tricolor gaúcho. Cogita-se que Fábio Koff, candidato à presidência do Grêmio, também teria interesse no jogador, caso seja eleito.

Mas isso, aparentemente, não impedirá o clube do Morumbi, que ainda de acordo com Jorge Nicola, está disposto a pagar a multa rescisória para ter o atleta em seu elenco.

Ao que parece, a Diretoria está disposta a usar boa parte dos recursos da venda de Lucas para reforçar a equipe, cada vez mais garantida na Libertadores 2013. Além de Lugano e Carlos Eduardo, o tricolor também está de olho em Aloísio, do Figueirense e Lucca,do Criciúma, segundo o Blog do Menon.

Juvenal Juvêncio garante que fará proposta para Rogério Ceni renovar o contrato, promete reforçar o elenco da próxima temporada e não descarta a volta de Lugano.

18 out

De Vitor Birner

O São Paulo ainda não fez proposta para a renovação de contrato de Rogério Ceni, que terminará no final do ano.

Desde a semana  passada tentei conversar com Juvenal Juvêncio.

Queria saber a opinião do presidente são-paulino sobre o assunto.

Hoje, consegui falar com ele.

Juvenal garantiu que fará proposta de renovação ao goleiro e explicou a razão de não ter tratado do assunto ainda.

“Deixa ele jogar. Não quero que fique pensando nisso. Farei a proposta (antes do fim do contrato) e resolveremos tudo em 15 minutos’, afirmou.

Aproveitei e perguntei sobre os planos para reforçar a equipe na próxima temporada, e se algo muda no caso de o time conseguir a vaga na Libertadores.

Ele respondeu: “Não muda nada. Sabemos o que temos e o que queremos. Temos autocrítica. Vamos fazer um time cada vez mais competitivo”

Também questionei sobre a possibilidade de o São Paulo recontratar Lugano.

“Lugano é importante para a história do São Paulo. Ele ganha bem no Paris Saint German e tem mais dois anos de contrato. Também tem mercado em outros clubes europeus. Lugano é um cara preparado.  No dia em que decidir voltar, vamos conversar com ele”, garantiu.

Pensando em 2013, Ney Franco quer São Paulo na Libertadores.

15 set

Bruno Quaresma e Gabriel Saraceni – 15/09/2012

Ney Franco chegou ao São Paulo dizendo que poderia ser cobrado imediatamente. Passados 18 jogos, ele aguarda a próxima fase da Sul-Americana (passou da primeira) e luta para entrar no G4 do Brasileiro. As duas competições, ambas com possibilidade de fazer o Tricolor voltar à Libertadores depois de dois anos fora, são fundamentais para o futuro. Sim, o técnico já pensa em 2013. Mas atingir o objetivo de 2012 vai ditar qual será o ritmo da próxima temporada.

Ontem, em bate-papo com a reportagem do LANCENET!, o técnico deixou evidente que, assim como a torcida e a diretoria, está obstinado por jogar uma Libertadores. Estar na competição do ano que vem é fundamental e pode ser a cereja do bolo. Questionado se 2013 pode ser o seu grande ano:

– Acho que sim, principalmente se tivermos competência para colocar o time na Libertadores, e acredito ainda nessa possibilidade dentro do Brasileiro. E acredito também dentro da Copa Sul-Americana.

– O sonho de qualquer treinador é começar em um clube no início do ano. Discutir as contratações e mostrar o perfil dos atletas que acha interessante trazer. Se eu passar por esse processo de início, de fazer uma pré-temporada boa, acho que temos tudo para fazer um bom trabalho com o São Paulo em 2013 – finalizou.

Por esse objetivo do treinador, o jogo contra a Portuguesa, com transmissão em tempo real pelo LANCENET!, às 18h30, ganha importância. No Morumbi, Ney vê como fundamental voltar a vencer – tropeçou nos últimos quatro jogos – e manter o embalo diante do Cruzeiro, também em casa, na sequência. Se perder ponto em algum dos dois, pode dar adeus a uma das chances que tem de fazer 2013 como espera.

Apesar de concentrado em 2012, Ney já tem outros planos para o ano que vem. Morando no CT da Barra Funda, ele ainda não trouxe a família para a capital paulista, o que só vai acontecer em janeiro. Também não deu pitacos nas contratações, o que promete fazer ao término das duas competições. Antes disso, quer buscar a vaga na Libertadores.

Chances de buscar a Libertadores

Brasileirão

G4
Para garantir vaga na Libertadores do ano que vem, é preciso ficar entre os quatro primeiros. O Vasco, com seis pontos a mais, é o último que estaria classificado. Se um brasileiro levar a Sul-Americana, vira G3.

Sequência
A melhor série de vitórias do São Paulo com Ney Franco foram de três jogos seguidos. Agora, com quatro tropeços, tenta a recuperação. Na boa fase, esteve a um ponto de entrar no G4, mas vacilou e perdeu a grande oportunidade desde a chegada do treinador.

Momento único
Depois da saída de Leão, Milton Cruz assumiu interinamente, venceu duas partidas seguidas e colocou o Tricolor no G4. Ney Franco chegou, mas não manteve o ritmo e saiu da zona de classificação. Em 16 partidas no Brasileirão, são cinco vitórias, três empates e oito derrotas – 37,5% de aproveitamento.

Copa Sul-Americana

Campeão
Para garantir vaga na Libertadores do ano que vem pela Sul-Americana, é preciso vencer a competição. O São Paulo, com duas vitórias, passou pelo Bahia e agora espera por Nacional (URU) ou Liga de Loja (EQU). Os uruguaios venceram o primeiro jogo por 1 a 0 e o segundo acontece no próximo dia 19.

Fim do jejum
Além de um título inédito na história do São Paulo, a Sul-Americana também quebraria uma sequência sem conquista desde 2008. Nas últimas duas temporadas, ficou fora e disputou a Copa do Brasil.

Até o próximo jogo
O São Paulo só volta a jogar pela competição no próximo dia 26, ainda sem saber o adversário e se vai mandar o primeiro confronto em casa ou fora. Até lá, duas partidas pelo Brasileirão (Portuguesa e Cruzeiro). No caminho até o título da Sul-Americana, adversários tradicionais, como o Boca Juniors.

Projetos do técnico para 2013

Família em São Paulo
Ney Franco está morando no CT da Barra Funda. A partir do ano que vem, vai trazer a esposa Hérika e os filhos Felipe (seis anos) e Eduarda (dois) para a capital paulista. A família está no Rio de Janeiro, onde moravam juntos na época em que o treinador estava na CBF. “O Felipe está sendo alfabetizado e não quisemos tirar ele da escola no meio do ano, para não o atrapalhar. A partir do ano que vem, todos vão vir para cá. A gente se encontra em alguns fins de semana e feriados. Amanhã, como é folga, vou para o Rio e vou revê-los. Assim tem sido, já que temos viajado muito e está cada vez mais corrido.”

Grupo
O treinador está satisfeito com os jogadores que têm em mãos, mas vai querer alguns reforços. Diferentemente do que aconteceu no ano passado, quando houve reformulação do elenco, desta vez Ney entende que não tem necessidade. A grande carência é Lucas, que já está negociado com o Paris Saint-German (FRA) e seguirá em janeiro do ano que vem. O técnico gostou de como foi recebido pelos atletas e sente que eles estão correspondendo ao que é pedido. Ney ainda busca a melhor formação para a equipe e tem variado de um jogo para o outro. Sua preferência é buscar o ataque.

Contratações
Diferentemente Leão, que, contrariado, não palpitava na indicação de jogadores, Ney pretende conversar com a diretoria sobre jogadores que podem chegar. Ganso está em negociação e ele já deu seu aval. Para o ano que vem, deve pedir ao menos dois atacantes, já que precisa de atletas de frente. “O perfil está ligado a forma como você gosta de jogar. Tenho a característica de montar equipes ofensivas, para o ataque. Equipes mais técnicas, de posse de bola. Foi a minha escola, que é a escola do Cruzeiro, que acho que tem uma semelhança com a do São Paulo.”